20/05/2008, Quarta-feira
Governo do Ceará
Acesso a Informação

Telefones úteis

Rede Social

  • EducacaoCeara
  • seducceara
  • seducceara
  • Instagram da SEDUC
  • Flickr da SEDUC
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto

Notícias

Ensino superior: Rede estadual registra maior aprovação da História

1 copiar copiar

O Palácio da Abolição foi cenário, nesta quinta-feira (8), de grande celebração para a Educação no Estado. O Governo do Ceará divulgou que um total de 16.897 alunos da rede pública ingressaram no ensino superior em instituições públicas e privadas no ano passado. Este é o maior número da história cearense. A conquista foi apresentada pelo governador Camilo Santana, acompanhado pelo secretário da Educação, Idilvan Alencar, durante grande festa que reuniu jovens estudantes, educadores e lideranças políticas.

Em momento de descontração com a juventude, o chefe do Executivo aplaudiu os esforços dos professores, diretores, famílias e alunos que fizeram da aprovação em cursos universitários concorridos uma realidade para a escola pública. O governador também reforçou que o Governo continuará compromissado com as políticas públicas na Educação que, segundo afirmou, é o caminho capaz de transformar a realidade da população.

“É impressionante como os números vêm crescendo a cada ano. Agora temos o maior número da história do Ceará. Os alunos estão ingressando em cursos importantes, como o de Medicina da Universidade Federal do Ceará, o curso de Engenharia, de Odontologia. Antes só quem tinha a oportunidade de conseguir vagas em grandes cursos, dentro e fora do Estado, era quem estudava em escolas particulares. É um avanço muito importante, possível por causa das melhorias de estrutura e ações educativas mais eficientes nos municípios”, destacou Camilo.



2
Quando subiu ao palco montado no Palácio da Abolição, Sâmia Mara de Moura Lima teve o seu nome entoado por centenas de estudantes. Aos 33 anos e mãe de cinco filhos, a cearense da zona rural de Russas recebeu homenagem por sua história de luta. Em 2017, ela realizou o sonho de ingressar no ensino superior.

Sâmia terminou o Ensino Fundamental com 15 anos. Porém, se viu obrigada a largar os estudos para cuidar, como mãe solteira, do filho primogênito. Em 2007, tentou retomar os estudos para conquistar o objetivo de se formar, mas teve de interromper novamente a caminhada para cuidar de mais uma gravidez. Até que, em 2016, a matrícula na Escola Matoso Filho, da rede pública estadual, foi o passo decisivo para ela concretizar o almejado feito.

“Eu passava o dia trabalhando e a noite eu tinha que ir para escola. As dificuldades foram muitas. Eu moro na zona rural de Russas, no Sítio Jardim de São José, e minha casa fica a 16km da cidade. Não tinha ônibus para ir à escola de noite. Todos os dias ia dormir 1 hora da madrugada estudanto, para acordar às 5 horas da manhã, fazer o almoço e deixar tudo pronto para meus filhos e meu marido. Mas eu não desisti de maneira nenhuma. Eu tenho cinco filhos, sou mãe, sou aluna e sou esposa. Acima de tudo, eu sou mulher. Sou guerreira e ‘batalhadeira’. Como outras mulheres, mesmo com todas as críticas que recebi, com todas as dificuldades, eu não desisti. Eu sabia que iria conseguir”, discursou a cearense, ao lado do governador Camilo Santana.

A estudante alcançou 700 pontos na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017. Foi aprovada pelo Sisu na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UFRN), para o curso de Filosofia, e pelo Prouni em Administração, na Faculdade do Vale do Jaguaribe (FVJ). Ao ser homenageada, ela também agradeceu ao suporte de professores e diretores da escola.



3

A história inspiradora de Sâmia motiva ainda mais estudantes do Ensino Médio da rede pública. A certeza de saber que, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, o ambiente escolar tem se tornado acolhedor e gerador de esperanças para a jovens de muitos municípios do Ceará.

Este é o caso de Pamela Sousa, de 17 anos. Cursando o 3º ano da Escola Paulo Benevides, na Messejana, a fortalezense tem a certeza que em breve estará em salas de universidade para cursar Educação Física.

“A gente pode conseguir. Esses números de hoje mostram isso. Minha escola tem ótimos resultados. Eu sei também vou ser prova viva disso, sendo aprovada no Enem”, frisou com determinação.
Resultados

Nos últimos anos, o Ceará tem apresentado evolução nos índices educacionais e ampliado o campo de investimentos para o desenvolvimento da Educação, da alfabetização até o ingresso ao ensino superior.

O último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) indicou que, das 100 melhores escolas públicas do Brasil, 77 são do Estado, sendo as 24 primeiras de municípios cearenses.

Camilo Santana lembra que, em 2007, o Governo lançou o Programa de Aprendizagem na Idade Certa, numa pactuação com as cidades. Em dez anos, o índice de alunos alfabetizados na idade certa subiu de 30% para 90%. E, de lá para cá, somaram-se mais auxílios e inovações para a rede de ensino.

Em 2018, uma em cada três escolas estaduais funcionará em tempo integral. Serão 228 escolas em tempo integral, sendo 111 de ensino regular e 117 de educação profissionalizante.

O trabalho nas escolas tem sido acompanhado por valorização dos professores. Foi concedido, no ano passado, o reajuste das gratificações aos professores ativos e inativos da rede pública, assim como atualizada a Parcela Variável da Redistribuição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (PVR/Fundeb) para professores temporários.

Gestão

O secretário da Educação, Idilvan Alencar, atribui os resultados, que vêm se intensificando ao longo dos anos, a três fatores: dedicação dos educadores, acompanhamento dos dados da Educação nos municípios cearenses e o apelo para a inovação nas escolas. “Nossos professores estão motivados para se dedicar aos alunos. Além disso, trabalhamos ao longo do ano a gestão em função de dados, para saber onde estão os desafios. E o terceiro ponto são as inovações propostas, como aulas no mês de julho, atividades nos fins de semana, corretores de redação com atendimento individualizado, e o mês AoGosto do Aluno.



4

Acompanhamento dos universitários

Além de parabenizar e homenagear os alunos da escola pública aprovados, Camilo Santana também recordou que eles não ficarão sem assistência para ingressar nos cursos do ensino superior. “Temos o programa Avance Bolsa Universitário, que garante um auxílio financeiro de um salário mínimo durante os seis primeiros meses na universidade”.

Desafio da Seduc

Antes da divulgação do número de alunos aprovados em 2017, com o objetivo de incentivar e movimentar os estudantes das escolas, a Secretaria da Educação (Seduc) lançou o Desafio “Aprovados em Instituição de Ensino Superior”.

Nele, os participantes tiveram de responder à pergunta “qual será o número de jovens da rede pública estadual aprovados em Instituições de Ensino Superior em 2017?”.

Os dez que acertaram o palpite, ou mais se aproximaram do resultado, foram premiados pelo Governo com duas atividades do projeto AoGosto do Aluno, escolhendo entre assistir a jogos na Arena Castelão, participar da III Corrida das Escolas Públicas Estaduais, da Final do III Festival dos Alunos que Inspiram ou de um dia de lazer em parque aquático.






André Victor Rodrigues - Repórter
Carlos Gibaja, José Wagner e Marcos Studart - Fotos
Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará

Calendário

Junho 2018
D S T Q Q S S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

SEDUC - Secretaria da Educação do Ceará - Av. Gen. Afonso Albuquerque lima, s/n - Cambeba - Fortaleza - Ceará | CEP: 60.822-325

Ver localização no mapa © 2008 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados